Nós e Paris

Continuando nossa estadia em Paris, no dia 23 de abril, pegamos o metrô e descemos na região da Ille de la Cité, por alí havia uma loja que me deixou maluca. Repleta de artigos de jardinagem e decoração para jardins.

Depois disso, nossa primeira visita foi ao interior da Catedral de Notre Dame. Os vitrais da catedral são incríveis, e isso me fez recordar uma das aulas mais marcantes que tive de História da Arte, quando minha professora (Berenice) nos contou com emoção sobre o maravilhoso espetáculo de luz e cores que a Notre Dame proporciona a quem está dentro dela. Isso foi por volta de 1998, e eu tinha a certeza que um dia eu veria esses vitrais com meus próprios olhos. Esse foi o meu dia.

Interior da Notre Dame

Interior da Notre Dame

A inundação de turistas e a lojinha vendendo rosários de cristais Swarovski a 700 euros, tiram um pouco da aura sagrada da igreja, mas não diminui a grandeza de sua arquitetura. A catedral de Notre Dame foi construida onde antes havia sido uma catedral merovíngea. Sua pedra inaugural foi colocada em 1163 e sua construção durou cerca de 200 anos. A catedral foi construída no estilo gótico. E desde 1991 ela está inscrita no Patrimônio mundial da Unesco.


Jardins ao lado da Notre Dame

Isso é Paris.

Dali, caminhamos pelo Jardin des Tuileries até alcançar o Musée de l’Orangérie. O Museu de l’Orangérie é onde está a famosa série de quadros Nymphéas, obra-prima do pintor francês Claude Monet, pintados no jardim de sua casa em Giverny. Além disso, no andar de baixo se localizam obras-primas de outros mestres da pintura impressionista que eu tive o prazer de conhecer de perto – e Caio o deleite de rever ao vivo. Cézanne, Renoir, Picasso, Matisse, Modigliani, entre vários outros. Nossa visita foi simultâna à visita de uma turma de teens acompanhados de professores. Pelo que percebi, a missão deles era sentar-se em frente a uma das telas (em absoulto silêncio) e analisá-la. Aí me peguei pensando, eles devem estar achando isso um saco, mas como eles são privilegiados… no meu tempo de estudante, eu tinha que analisar essas telas a partir de uma foto impressa numa transparência, ampliada na parede através de um retroprojetor (se você nunca ouviu falar nisso, joga no google), o que significa que, pequena como a Monalisa ou enorme como as telas dos jardins de Monet, elas ficavam basicamente do mesmo tamanho.

The crow...

Um "cãozinho" com seu dono, no Jardim das Tulherias.

Um senhor encalorado

Uma das telas de Monet

Henri Matisse - Odalisque in Red Trousers, c.1924-1925

Saímos do Musée de l’Orangérie e fomos até o Musée d’Orsay. Outrora fora uma estação de trem e à partir de 1986 transformado em museu, essa esplêndida construção já é incrível por si só. Infelizmente não pudemos tirar fotos lá dentro. A coleção de obras de arte que ele possui são de valor incalculável. Para quem aprecia a arte, é uma visita obrigatória. Foi cerca de 1 hora e meia de visita somente, não conseguimos visitar nem metade do acervo, mesmo assim, consegui ver mais obras de grandes pintores do que já pude ver em minha vida inteira. Foi simplesmente incrível, de uma beleza sem explicação. Na saída, passadinha rápida pela lojinha do museu e uma inevitável compra de dois livros fantásticos sobre Paris, que nos garantiram um bom peso a mais na bagagem até o fim da viagem (e ainda faltava uns 20 dias).

Uma visão ao longe da Catedral de Notre Dame

Ao fundo, a Assembleia Nacional

Acho essas estátuas tão bizarras, e elas são super comuns em Paris.

Bem, como bom brasileiros, resolvemos dar um pulinho na Galeries Lafayette pra fechar o dia.

E assim terminou mais um dia em Paris, regato a vinho de Bordeaux e queijo brie.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s