DSC_0767

Férias Dia 3 – Três Coroas

{16 de janeiro de 2016}

Vou resumir as nossas experiências em Três Coroas em duas palavras: surpreendente e adorável.

Chegamos no final da tarde na cidade. Vale lembrar que estávamos suuuuper cansados depois de tantas horas pela estrada. No caminho até ali, pegamos a região do planalto gaúcho, com os campos verdinhos – e vimos até uma ema atravessando a pista, foi muito legal. – Ao nos aproximarmos de Três Coroas, começa a região da serra gaúcha, pegamos uma estrada de serra em descida toda florida com hortênsias nas suas margens. Muito graciosa, mas estreita, o que pode ser ruim se você se deparar com um caminhão lento descendo a serra e formando fila. O GPS nos indicou uma estradinha secundária para acessar a cidade e “cortar caminho”, mas não contávamos que ela fosse de chão batido (já não bastava a estrada de chão de Cambará do Sul). Aliás, a estrada de cerca de 8 km que liga a RS-020 à cidade de Três Coroas, tem nada menos que 4 tipos diferentes de pavimentação ao longo do trajeto: asfalto, paralelepípedos, pedregulho e terra, o pior deles, disparado, é o pedregulho. Logo no começo dessa estradinha, notamos a entrada do Templo Budista, que era o principal local na cidade que queríamos visitar, mas não naquela hora, obviamente. A descida por essa estrada parecia não ter fim, e realmente nos deixou mais mal-humorados naquela hora.

Finalmente chegamos ao hotel que reservamos. Já de cara ficamos surpresos com a cordialidade do gerente do hotel, que veio nos buscar na porta do carro, levou nossas malas e nos levou para o quarto para nos alojarmos antes mesmo de fazermos o checkin. (Deve ter notado nossa cara de acabados). O hotel era pequeno, mas o quarto muito limpo, novo, equipado e muito confortável. Mais tarde o mesmo gerente nos recomendou dois restaurantes na cidade para jantarmos com o pequeno, já que o mais interessante – o de comida Thailandesa – não oferecia cardápio infantil. Optamos por uma panquequeria.

Na panquequeria serviam rodízio de panquecas, foi novidade pra gente. Mas eram deliciosas, os funcionários todos extremamente gentis, o ambiente agradável e o preço valeu a pena. E claro, tinha um cantinho kids, que distraiu Gael depois do dia inteiro de viagem. Ficamos supresos mais uma vez. Era sexta-feira a noite e a cidade estava agitada, caminhamos a pé pelo centro e até brincamos um pouco com o Gael na pracinha em frente à prefeitura, toda decorada para o Natal.

No dia seguinte, na hora de partir, o dilema: ir adiante por mais umas 3 horas seguidas de viagem até Marau, nosso próximo destino, e lá finalmente descansar e deixar o Gael livre para brincar, ou ir visitar o Templo Budista antes de partir. Caio já tinha realmente desistido de visitar o Templo, em função dos episódios de estrada anteriores, e de fato, pensar em subir aquela estrada de chão novamente não era uma coisa muito agradável.

Mas já que estávamos ali, por que não dar uma chance ao destino? Decidimos visitar o Templo Khadro Ling antes de partir. E que ótima decisão tomamos! A subida novamente pela bendita estrada até que não foi tão ruim. O lugar é fora do comum, merece uma visita. É muito diferente do Templo Zu Lai, que visitamos em São Paulo, por exemplo. É lindo, é tibetano, é mágico, é colorido, traz boas energias, traz paz e tem uma vista incrível.

O sol da manhã foi perfeito, e o dia estava muito quente. Nossa visita demorou cerca de uma hora e meia ou duas horas. Gael quis voltar para o carro, morto de cansado, e adormeceu ainda na estradinha de chão batido. Saímos de lá tão felizes e leves que mal notamos as primeiras 2 horas de viagem.

2016-01-16 10.04.022016-01-16 10.06.50DSC_0767DSC_0774DSC_0778DSC_0781DSC_0786DSC_0787DSC_0793DSC_0795DSC_0801DSC_0802DSC_0807DSC_0811DSC_0820

Três Coroas ainda tem outras opções de turismo, principalmente relacionados a esportes de aventuras, rafting, tirolesa, rapel, canopy, arvorismo… A cidade fica na região calçadista do estado, para quem procura bons preços, há diversos outlets na região. Além disso, a cidade fica a 20km de Gramado, por isso, é uma ótima opção para se hospedar enquanto visita uma das cidades mais turísticas do Rio Grande do Sul. É uma cidade pequena e charmosa, mas tão hospitaleira e gentil que entrou para nossa lista de cidades favoritas e que merecem uma segunda visita.

 

 

 

Um comentário sobre “Férias Dia 3 – Três Coroas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s